Afinal! O que é AMAR? (Parte I)

A “teoria” sobre o amor não é complicada. Escrever poemas de amor não é difícil. O difícil é amar concretamente. É amar através de gestos. É demonstrar esse amor nas diversas instâncias da vida. Por isso procurem que suas vidas estejam sempre no altar de Deus para se unir a alguém.

Por isso, hoje, não venho aqui para teorizar sobre o amor. Não venho aqui criar versos a respeito do amor. Mas venho tomar como ponto de partida uma história que fala de alguém que efetivamente amou e demonstrou esse amor através de gestos claros e definidos, na esperança de que, ao longo de sua vida conjugal, vocês possam sempre ler essa história e os princípios que dela emanam, para fazer os alicerces da história de amor que vocês vão escrever.

O texto base está em: 1 Samuel 1:1-9

1. É dar além do esperado.
O texto nos diz que Elcana dava à Ana porção dobrada porque a amava muito.

"Amar é ir além do esperado."

Todos os anos eles subiam e ofereciam sacrifícios. Elcana, como chefe de família, providenciava os elementos para o sacrifício. A Penina dava o convencional. Mas, por causa do seu amor, dava à Ana porção dobrada.

O esperado era que ele desse a Ana o mesmo que dava a Penina. Mas o verdadeiro amor é dotado de generosidade e excede as expectativas. Quando duas pessoas se amam, esse amor é declarado com gestos generosos. Sejam pródigos nisso, não se conformem com o comum. Se o esperado é lavar a louça, enxugue também. Cuidem um do outro como a jóia mais preciosa jamais encontrada, como a flor rara e delicada que jamais existiu.

Todos nós sabemos como é maravilhoso quando todas as nossas expectativas são superadas. Não deixem que o egoísmo mine a beleza do amor, mas a cada dia se superem na doação e na entrega por amor um ao outro.

2. É não mudar, mesmo recebendo aquém do desejado.
Se amar é ir além do desejado, também é verdade que o verdadeiro amor permanece quando, mesmo tendo ido além do esperado, recebeu aquém do que esperava.

Hoje, vivemos o imperativo da estética. A beleza está em primeiro plano. Naquela época não era assim. Não que a beleza física não atraísse. Mas a realização do homem estava na procriação. O salmista expressando essa idéia corrente dizia: Os filhos são um presente do Senhor; eles são uma verdadeira bênção. Os filhos que o homem tem na sua mocidade são como fechas nas mãos de um soldado. Feliz o homem que tem muitas dessas flechas! Ele não será derrotado quando enfrentar os seus inimigos no tribunal. (Salmos 127:3-6)

Elcana amava Ana mesmo ela não lhe dando o que esperava. Ana, nesse sentido, ficava aquém das expectativas, mas isso não era motivo para que ele a amasse menos.

Quero dizer nesse momento que, em alguns aspectos, vocês estarão aquém das expectativas do outro. Por melhor que vocês sejam, não serão perfeitos. Há áreas da nossa vida em que somos mais frágeis.

Por isso, lembrem-se: mesmo que você vá além do esperado, não faça cobrança daquilo em que as suas expectativas forem frustradas. Não mudem de atitude. Não amem menos, pelo contrário, amem mais, pois essa é a grandeza do amor.

“O amor não é troca, é entrega, é doação incondicional”.

.:. Continuaremos essa Mensagem na próxima Postagem .:.
(Estudo da Reunião da Família na IURD)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito feliz quando você deixa um comentário:

Venha nos acompanhar...