Os Dez Mandamentos da Mulher de Deus

Ela deve ser uma pessoa realmente transformada, cheia do Espírito Santo e obediente à Palavra de Deus

A mulher de Deus é aquela que um dia aceitou o Senhor Jesus Cristo como Salvador, tornou-se uma nova criatura e deseja viver uma vida de dedicação à obra de Deus. Por isso, ela deve ser uma pessoa realmente transformada, cheia do Espírito Santo e obediente à Palavra de Deus, que exige dela, dentre outras, as seguintes características:

Primeiro: Ela teme ao Senhor, e este temor faz com que veja o marido como se fosse o Senhor Jesus, mesmo que ele seja incrédulo:

”...mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.” (Pv 31:30)
Segundo: Ela é sábia; por isso, fala pouco ou só mesmo o necessário. Quando a pessoa fala muito é porque é egoísta e sempre quer impor aos outros as suas idéias e pensamentos:

O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína”. (Pv 13:3)

Terceiro: Ela é discreta. Nunca procura chamar a atenção dos outros para si. O seu comportamento é contrário ao das mulheres do mundo. A sua fala é suave, os seus vestidos são discretos. O seu rosto pode ser maquiado, mas não mascarado; o seu cabelo é penteado, mas não de forma exótica:
Como jóia de ouro em focinho de porco, assim é a mulher formosa que não tem discrição”. (Pv 11:22)

Quarto: Ela é virtuosa. A mulher virtuosa é aquela que procura cuidar muito mais do seu coração do que do corpo. Tem como fragrância no seu corpo a plenitude da presença do Espírito Santo:

Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo; tanto nos que são salvos, como nos que se perdem”. (2 Co 2:15)

Quinto: Ela é forte. Não se abate diante das dificuldades. Pelo contrário, quando os momentos difíceis acontecem, surge com a determinação de mulher de Deus:

A força e a dignidade são os vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações”. (Pv 31:25)

Sexto: Ela é de fé. A mulher de fé e aquela que vê nas dificuldades apenas novas oportunidades. Como dona-de-casa, sabe fazer do limão uma boa limonada! Estimula a fé do seu marido com palavras de ânimo e coragem:
O coração do seu marido confia nela...” (Pv 31:11).

Sétimo: Ela é trabalhadeira. A mulher de Deus nunca é preguiçosa, porque tem prazer em cuidar dos afazeres de casa de tal forma que, quando o seu marido chega à casa tudo está em ordem. Ela não espera que os outros façam aquilo que é de sua competência:

É ainda noite, e já se levanta, e dá mantimento à sua casa, e a tarefa às suas servas. Atende ao bom andamento da sua casa, e não come o pão da preguiça”. (Pv 31:15-27)

Oitavo: Ela é fiel. A mulher de Deus não é fiel apenas ao seu marido, mas também à sua igreja. Sua fidelidade se faz transparecer no serviço da obra de Deus:

Aconteceu depois disto que andava Jesus de cidade em cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do Reino de Deus, e os doze iam com ele e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada de Madalena, da qual saíram sete demônios; e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens.” (Lc 8:1-3)

Nono: Ela é sensata. A mulher de Deus sabe ser cuidadosa com suas palavras, especialmente quando o seu marido é incrédulo. Os lamentos e as reclamações nunca surtem bom efeito nos ouvidos de quem os ouve. Se ela é sensata, sabe como contornar uma situação desagradável, em vez de ficar reclamando todo o tempo:

A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto”. (Pv 18:21)

O mexeriqueiro descobre o segredo, mas o fiel de espírito o encobre”. (Pv 11:13)

Décimo: Ela tem bons olhos. A mulher de Deus procura ver as demais pessoas como Deus as vê. É verdade que há pessoas más e que é difícil vê-las com bons olhos, mas porque ela é de Deus os seus olhos sempre procuram ver o lado bom daquelas pessoas. É melhor ser prejudicado com bons olhos do que alcançar vantagens com maus olhos:

São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!” (Mt 6:22-23)

Fonte: Bp. Edir Macedo

Um comentário:

Fico muito feliz quando você deixa um comentário:

Venha nos acompanhar...