Homens precisam mais de carinho do que as mulheres

Frequência de beijos e carícias são indicador da felicidade masculina

Da Redação - Arca Universal


Afagos e carinhos são mais importantes para os homens do que para as mulheres em uma relação duradoura, revelou um estudo internacional que será publicado pela revista Archives of Sexual Behavior. A constatação, que contraria o que imaginava o senso comum, foi feita por pesquisadores que avaliaram adultos nos Estados Unidos, Brasil, Alemanha, Japão e Espanha.
A pesquisa observou mais de mil casais com idades entre 40 e 70 anos – com relacionamentos que duram em média 25 anos – e descobriu ainda que os homens têm maior propensão a estarem satisfeitos com suas relações, e que a frequência de beijos e carinhos é um indicador preciso da felicidade masculina.
Para Julia Heiman – diretora do Instituto Kinsey, da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos –, a conclusão é uma surpresa. “Alguns dos estereótipos que temos nascem daquilo que nos sentimos confortáveis em acreditar, que os homens preferem o sexo, e as mulheres preferem a intimidade ao sexo, por exemplo”, declarou.
De acordo as entrevista, as mulheres, ao contrário dos homens, ficam mais felizes com o passar do tempo. As que estavam com o parceiro há menos de 15 anos, tinham menor propensão a estarem satisfeitas sexualmente. O percentual subia significativamente após esse período.
“Possivelmente, as mulheres se tornam mais satisfeitas ao longo do tempo porque suas expectativas mudam, ou porque suas vidas mudam com os filhos crescidos. Por outro lado, as que não estavam sexualmente tão felizes podem não ficar tanto tempo casadas”, explicou Julia.
Os japoneses - homens e mulheres – afirmaram estarem mais felizes em seus relacionamentos do que os norte-americanos, que por sua vez estavam mais satisfeitos que os brasileiros e espanhóis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito feliz quando você deixa um comentário:

Venha nos acompanhar...